"Uma Igreja viva para o Deus vivo!"

O Templo Memorial Batista – III


nassau

Roberto Torres Hollanda

 

“Habitaria Deus na terra? Eis que o céu, e até o céu dos céus, não Te podem conter; quanto menos esta casa.Contudo, atende à oração de Teu servo e à sua súplica,ó Senhor meu Deus, para ouvires o clamor e a oraçãoque o Teu servo hoje faz diante de Ti; para que os Teusolhos estejam abertos noite e dia sobre esta casa,sobre este lugar, do qual disseste: O Meu nome estará ali”  (I Reis 8: 27-29)

 

A INAUGURAÇÃO

 

Em fevereiro de 1962, a Igreja resolveu fixar a data de 1º. de junho para a inauguração do Templo, mas, devido a uma série de contratempos técnicos e administrativos, foi adiada “sine die”.

 

Em maio, designou as comissões de hospedagem, decoração, convites e protocolo, introdução e programa. O convite distribuído consignava como orador oficial o Dr. João Filson Soren, pastor da Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro e presidente da Aliança Batista Mundial. O Irmão Roberto propôs que, ao lado do Templo, fosse colocado um mastro para a bandeira brasileira.

 

Finalmente, inaugurou-se, em 15 de dezembro de1962, o Templo Memorial Batista; mais de 1.000 pessoas estiveram presentes ao culto solene, iniciado às 15h00 com o hasteamento do pavilhão e o canto do Hino Nacional. Descerrada a placa de bronze, presa à parede, no pé da rampa de acesso, e cortada a fita simbólica, a multidão adentrou-se no vestíbulo e no santuário; em seguida, entraram os dirigentes do programa e os coros da Igreja Memorial Batista e da Primeira Igreja Batista de Goiânia (GO).

 

Foi executado o seguinte programa:

 

1. Prelúdio ............................................................... Piano

2. Leitura alternada – Salmo 84 ................  Congregação

3. Oração consagratória ............. Pr. James E. Musgrave

4. Reconhecimento de autoridades e personalidades

5. Canto do hino no. 5 do “Cantor Cristão” .. Congregação

6. Resenha histórica da construção....... Mis.William Berry

7. Canto de trechos de “Messias” ..... Coro da PIB-Goiânia

8. Sermão – “Templos e santuários” ... Pr.Almir Gonçalves

9. Canto de peça operística ................... Coro da Memorial

10. Palavra franqueada:   

      

a) Cel. Luiz Chaves Barlém

b) Dr. Walter L. Batista

c) Pr. Firmino Silva

d) Pr. Elias Brito Sobrinho

e) Pr. Davi Malta

f) Mis.Horace Victor Davis

g) Pr. Eudaldo Silva Lima

 

A placa de bronze comemorativa da inauguração ainda hoje afirma que o Templo foi “dedicado à glória de Jesus Cristo, nosso Salvador”, talvez recordando o comentário do Irmão Villas Boas manifestado em 06 de agosto de 1961.

 

O programa foi encerrado às 18h30.

 

Depois da inauguração do Templo, o mais importante evento foi a posse do pastor Éber Vasconcelos, em 02 de março de 1963. Sua viúva, Da. Otaídia Couto Vasconcelos, em depoimento proferido em 14 de março de 2010, declarou o seguinte:

 

“Quando entrei aqui pela primeira vez, e olhei este Templo tão lindo, fiquei pensando: quando iremos encher este Templo? Acho até que já é hora de pensarmos em aumentar este santuário ... Nós tivemos que “construir uma igreja” para ocupar o santuário que recebemos como um presente dos céus, mandado pelo diácono Maxey Jarman”.

 

Certa vez, na década de 70, num culto dominical matutino, um homem, incógnito, ao sair, pouco antes de terminado o culto, deixou um bilhete com um introdutor, para manifestar sua alegria por ter estado na Casa do Senhor; ele era Mr. Walton Maxey Jarman (1904-1980).

 

 

 

Brasília 06 de Maio de 2017